Se encuentra usted aquíForo / General / impossivel não comentar

impossivel não comentar


3 envíos / 0 nuevos
Último envío
Belmiro Pinto
Imagen de Belmiro Pinto
impossivel não comentar

Olá a todos,

Estou a escrever por dois motivos:
1º) para felicitar a excelente qualidade deste site. Não sou um habitante assiduo de páginas sobre columbofilia, mas sinceramente esta tem... tudo.
2º)e o mais importante; fiquei(quedar) impressionado com a qualidade da plumagem dos vossos pombos, as fotografias são tiradas antes ou depois da muda?. Vou explicar: se foi antes da muda é impressionante, pois pelo que escrevem no foro do Sr Prats sempre pensei que iria ver pombos mal tratados, devido às condições de transporte. Se foi depois da muda então será normal. De qualquer forma os exemplares das fotos são todos bonitos e
aparentemente devem ter mais ou menos as mesmas caracteristicas. Em Portugal um bom pombo de fundo tanto pode ser pequeno como grande(mas sem exageros), pois as condições de voo não são selectivas. Por aqui no fundo é necessário um pombo que saiba parar para beber, e que levante voo rapidamente, o pombo que entra em respiração anaeróbica dificilmente classifica de fundo. Os vossos não podem parar, e além disso de certeza que muitos deles têm que fazer parte do voo em respiração anaeróbica, o que torna mais dificil fazer uma boa preparação da prova, mas(pero) não impossivel. Muitos devem aprender a usar os barcos. Talvez este factor realmente tenha influência na forma exterior do pombo. Não sei, estou a especular um pouco. Outra pergunta:é normal que nas vossas provas existam pombos que regressam com jadeo, ou qualquer sintoma parecido?.

Belmiro

Opciones de visualización de comentarios

Seleccione la forma que prefiera para mostrar los comentarios y haga clic en «Guardar las opciones» para activar los cambios.
tcarrill
Imagen de tcarrill
RESPIRACIÓN VUELO

Nuestras palomas no pueden usar muchas veces los barcos, ya que , debido a ésto, aparecen cada año palomas en Guinea, Brasil, ... yo tengo una en Dinamarca, un amigo tiene una en Sudáfrica...
En Canarias, además por las condiciones climáticas, de humedad, cambios de tiempo,... la respiración es muy importante, por lo que los tratamientos para ello son importantísimos. Aquí una paloma con jadeos no regresa.

Al menos, las fotos de palomas de Safi y Casablanca que yo he colgado, son de una semana después de volar ese concurso (830 y 1050 kms) y ya estaban totalmente recuperadas.

Un abrazo.

Saludos Cordiales
Tom᳠Carrillo
Santa Cruz de Tenerife

Belmiro Pinto
Imagen de Belmiro Pinto
jadeo

Nem sempre o jadeo tem como causa problemas respirátórios. Já ganhei um 1º de fundo(580km) em que o pombo chegou com jadeo e fez uma média de 80km/h, tendo a classificação sido feita em 20 minutos. A temperatura era de 30ºc, e este pombo estava gordo quando chegou a casa. Para mim é normal ter muitos pombos de fundo que regressam da prova como se não tivessem saído de casa, pois com a idade aprendem a parar para beber quando têm sede e desse modo evitam a desidratração. Mesmo de 800km alguns regressam com as carnes rosadas e peito cheio. Este ano tivemos uma prova de meio-fundo em que grande parte dos pombos tinha jadeo, pois foi feita com 36ºc. O problema é o transportes e o nº de pombos por caixa. No meio-fundo em caixas de 90*90cm vão 30 pombos, o que é demasiado.
Quando perguntei pelo jadeo, apenas queria saber se os pombos regressam com sintomas de sobrecarga de esforço, mas pelo vistos não. Realmente, não poderia ser. Hoje eu estou mais descansado e por isso estou a pensar melhor jajajajaja. O pombo jadea para baixar a temperatura e nunca por razões desportivas pois ele não sabe que está a competir. A sua cadência de voo é constante e de acordo com as suas energias. Não há acelerações, ele é um maratonista por natureza própria. No entanto ao voar sobre o mar poderia ter outro comportamento, que segundo me contas não tem.
Em 2000 também fizemos uma prova de casablanca que tem apenas 400km de voo sobre o mar(612km para a minha casa), mas como ninguém mandou os seus melhores pombos não serviu para aprender nada. Os resultados foram maus. Não em termos de perdas, mas(pero) em termos de velocidade média. As perdas foram normais para pombos da 2 e 3 equipa, mas as médias foram mais baixas do que aquelas que estes pombos normalmente fazem. Provavelmente quando chegaram a terra firme quase todos pararam imediatamente(neste dia estava muito calor) e somente retomaram o voo no dia seguinte, os que estavam melhor preparados. Podemos especular muito sobre o que é estar melhor preparado para uma prova destas.
Hoje vi todas as fotografias que referistes dos pombos deste ano, e realmente em alguns deles ainda se nota que não estão a 100%, mas(pero) de qualquer forma é extraordinário poder observar estes pombos, e uma pessoa fica com pena de não ser dono de um deles. Os donos têm razão para sentirem orgulho nestas aves, assim como toda a columbófilia Canária. Os meus parabéns a todos.

até à próxima,

Belmiro Pinto

view counter

Última imagen

EXPOSICIÓN Y SUBASTA DE  PICHONES

Imagen aleatoria

Domingo Mario con Noël Sheemaecker

Encuesta

¿Como colombófilo, qué especialidad en viajes le gusta mas?
Velocidad
7%
Velocidad y Medio Fondo
14%
Fondo y Medio Fondo
46%
Todas
26%
Ninguna, con viajar palomas me conformo
7%
Total de votos: 183